Grade de Salas e Horários – 4a. Semana


Veja a grade de salas e horários da quarta semana!

Para ver este quadro em tamanho maior clique AQUI!

simonal-gradehorario4semana

Previsões de estreia:

Porto Alegre e Curitiba – 12 de junho (a confirmar)
Campinas e Santos – 19 de junho (confirmado)

Leia mais: Por que o filme não está no cinema perto de casa?

, , ,

  1. #1 by Rodrigo at June 10th, 2009

    Legal! a película chegou em Curitiba!

    a partir de 12/6 no Unibanco Arteplex (cinema do shopping Crystal), no Batel. Confiram os horários em: http://www.hagah.com.br/cultura/jsp/default.jsp?newsID=DYNAMIC,com.rbs.hagah.EventDetailsDataServer,detalhes&template=3055.dwt&uf=3&local=7743&regionId=15&ingrid=384480&date=5&category=1&region=R15&query=simonal

    abraço galera!

  2. #2 by Ivan at June 11th, 2009

    Em Porto Alegre estreiou hoje 11/06, acabo de assistir à primeira sessão e achei o filme magnífico. Contrariando minha expectativa contaram a história com total isenção. Parabéns aos diretores e produtores.

  3. #3 by Rodrigo Romero at June 15th, 2009

    Quando este documentário sairá em DVD?

  4. #4 by ariovaldo lima at June 16th, 2009

    Até que enfim se lembraram de alguém qua faz parte de nossa música popular, que promoveu shows espetaculares, mas….. que era negro, numa época que só a Elite da bossa nova é que contava. eu não estou querendo assistir este filme, estou aguardando o lançamento do DVD para tê-lo e poder mostra-lo para muita gente, e….me lembrar do Simonal desde o tempo que ele cantava no Greip da Penha-RJ,……de graça, para os menos favorecidos. Té que em fim……

  5. #5 by André at June 16th, 2009

    Seria interessante o pessoal do documentário comentar o que o Idelber Avelar fala a respeito não só do filme quanto do assunto dele. Segue o link para lerem, isso se já não estão preparando uma resposta:

    http://www.idelberavelar.com/archives/2009/06/wilson_simonal_e_o_revisionismo_historico_da_ditabranda.php

    Acho o termo “revisionismo” um tanto pesado, ainda mais se pensarmos o quão associado está à negação do Holocausto e outras coisas que maculam para sempre a Humanidade. Além disso, chamar alguém de “revisionista” também soa como patrulhamento a toda aquela tentativa de se mostrar um assunto sob prisma diferente.
    Em todo caso, há partes em que notei equilíbrio do Idelber, como a respeito do fim do contrato com a Shell e o possível começo da espiral descendente do Simonal antes do fatídico episódio envolvendo o contador.

    Seria uma boa comentarem a respeito. Em todo caso, qualquer que vá às boas casas de samba-rock na cidade de São Paulo sabe que Simonal foi reabilitado muito antes de o filme estrear…

(will not be published)
  1. No trackbacks yet.